...
Pular para o conteúdo

O que é queijo Gruyere – Conheça um dos melhores queijos suíços

  • 17 minutos de leitura

Ajude a manter o website sem publicidade

Em virtude de muitas centenas de leitores do no nosso blog não gostarem da publicidade que é colocada no blog, pediram-nos se podemos retirar a publicidade ou substituí-la por algo diferente e menos intrusivo.

Antes demais, nós próprios achamos super irritante os anúncios que colocamos no blog, no entanto são eles que nos pagam a conta crescente de manutenção do site, bem como dos salários dos nossos colaboradores.

Após analisarmos muito, sobre soluções de monetização do blog, decidimos testar durante um mês se trocarmos a publicidade pela contribuição voluntária dos nossos leitores , se esta será uma solução saudável e de longo prazo.

Assim poderão contribuir de forma voluntária e o valor que acharem justo, ao fim de um mês se o resultado for positivo, iremos deixar eliminar os anúncios de forma definitiva.

Contamos com você!

O que é queijo Gruyere – Conheça um dos melhores queijos suíços

Os queijos suíços são bastante famosos, principalmente pelos icônicos furinhos, porém um dos melhores tipos de queijos suíços, nem ao menos possuem os furos, que é o caso do queijo Gruyere original da Suiça.

o que é queijo gruyere

O queijo Gruyere é bastante famoso em todo mundo, principalmente por sua cremosidade, feito com queijo de vaca.

Seu sabor é bastante característico, trazendo um gosto levemente adocicado que o destaca dos demais, logo que ele é provado.

No artigo de hoje, vamos contar tudo sobre esse delicioso queijo, mostrando a sua história, sabor, informação nutricional, jeito certo de comer e combiná-lo, além de muitas outras informações relevantes.

Se quer saber o que é queijo Gruyere, você veio ao lugar certo.

O que é queijo Gruyere

O queijo Gruyere (a pronúncia correta de Gruyere é algo como “gru-YAIR”) é um tipo de queijo com origem que remonta a Suíça. è um queijo com derretimento suave produzido com leite de vaca, com uma cura normalmente, entre 6 ou mais meses.

Sendo muito usado no mundo todo, seja consumido sozinho, com acompanhamentos ou como ingrediente para deliciosas receitas, como o Fondue, onde o Gruyere é usado em parceria com outro queijo, o queijo Emmental

Seu nome é uma referência a cidade de Gruyeres na Suíça, porém muitos o confundem com o queijo francês de mesmo nome, entretanto o Gruyere suíço não possui os furinhos que o queijo francês possui.

Seu sucesso não se deu apenas pelo seu gosto, mas também por sua textura e cremosidade. Afinal, não é todo queijo que fica com um aspecto mais pegajoso quando é cozido.

O Gruyere é ideal para receitas que o queijo utilizado gere um resultado agradável e cremoso. O motivo disso, é a forma que o Gruyere é feito, que explicaremos melhor mais adiante neste artigo.

história do queijo gruyere

A história do queijo gruyere

A “descoberta” do queijo gruyere remonta ao ano de 1602, porém a criação desse tipo de queijo remete ao século XII no ano de 1115.

Nessa época, o primeiro conde de Gruyeres, criou um monastério, totalmente voltado para a produção do Gruyere.

Tendo em vista que nessa época não haviam conservantes e nem geladeiras, a produção de queijos era uma questão de sobrevivência e de evitar desperdício de leite, afinal, se o leite não fosse usado para a produção dos queijos, ele iria azedar e teria que ser descartado.

Os primeiros exemplares fabricados do queijo classificado como Gruyere, foram feitos nas montanhas e nos pastos de Friburgo, entretanto, sua produção logo foi expandida.

Com seu sucesso, a “inveja” dos queijeiros tomou toda a Europa. Por conta disso, em 1602, o queijo foi oficializado, deixando de ser um alimento apenas para a sobrevivência e alimentação dos camponeses, para se tornar um produto que os abastados queriam comprar.

Desse modo, começou a exportação do Gruyere por todo o continente, aumentando o número de pessoas que tentavam imitar a receita original. Por conta desse sucesso, em 1762 a Académie Française adicionou a palavra Gruyere aos seus registros.

Atualmente, o Gruyere é um dos queijos apreciados em todo o mundo, fazendo o sucesso sendo consumido cru com outros acompanhamentos ou sendo ingrediente chave de deliciosas receitas, que beneficiam de seu sabor e textura.

O sabor e a textura do queijo Gruyere

A textura do Gruyere é levemente granulosa, e embora seja compacta e densa é bastante flexível. Já o sabor, em um primeiro momento, possui um sabor frutado, tendo posteriormente notas de avelã.

Se quiser conhecer o que é queijo emmental, o seu sabor e textura diferenciado então confira o guia que criamos.

o que é o queijo gruyere

Quais são os diferentes tipos de queijo Gruyere

Gruyere AOP Clássico

Esse é o Gruyere clássico, tendo um gosto frutado com notas de avelã, macio e maleável. Esse tipo pode ser envelhecido por cerca de 6 a 9 meses, que seu sabor será intensificado durante esse tempo.

Dessa forma, uma excelente dica é verificar o tempo de envelhecimento, antes de provar. Esse tipo de gruyere é bastante usado em fondues e em croques monsieur.

Gruyere AOP Reserva

Esse tipo de Gruyere é mais escuro que o clássico, o motivo disso é que o Reserva tem pelo menos 10 meses de fabricação, e com isso o queijo amadurece um pouco mais, intensificando a cor amarela e também o sabor.

Sua textura é um pouco mais firme que o anterior, sendo mais quebradiço, com uma granulação visível e cristais de cálcio espalhados pelo queijo.

Os especialistas o classificam como um queijo profundamente complexo, sendo apreciado sozinho ou acompanhado de um por vinho, além de ficar delicioso como ingrediente de outras receitas e/ou derretido para criar molhos.

O que é queijo Gruyere

créditos: cheeses from switzerland

Gruyere AOP Bio

Esse tipo de Gruyere é bastante parecido com o Clássico, tanto em textura quanto em sabor, sendo envelhecido também entre 6 a 9 meses. Dessa forma, ele tem um sabor mais “jovem” e uma textura bastante macia.

A diferença principal entre o Bio e o Clássico, é que o Bio é produzido apenas com leite que vem de fazendas com regulamentação Bio Suisse (um selo de classificação e regulamentação orgânica).

Gruyere d’Alpage AOP

O Gruyere d’Alpage AOP, é um tipo de queijo Gruyere que é produzido apenas entre maio e outubro, trazendo uma demonstração bastante complexa que o Gruyere cria conforme é envelhecido.

Sua nomenclatura “d’Alpage” vem da região geográfica de origem desse tipo de queijo, sendo uma área específica de alpes no entorno de Gruyeres, Jura e da fronteira entre França e Suíça.

Nessa região, os gados pastam no verão dos alpes, dando ao seu leite um gosto particularmente diferenciado dos demais, resultando no Gruyere d’Alpage AOP, apresentando notas ricas, picantes e frutadas, conforme é envelhecido.

Diferenças entre o queijo Gruyere e o queijo Emmental

Normalmente as pessoas costumam confundir ambos os queijos, e isso talvez se deva ao fato de ambos serem muito parecidos para um desconhecedor de queijos 🙂

Para quem conhece queijos, em especial este dois maravilhosos queijos suíços saberá desde logo que não são idênticos. Se começarmos pela parte mais visível, que é a casca, o gruyere tem uma casca mais castanha e também mais dura.

De seguida, ao cortar o queijo de imediato verificamos que o queijo emmental tem os famosos furos, ou como muitos designam, os “olhos”. Já no caso do queijo Gruyere por norma não tem furos, no entanto se este surgirem são muito reduzidos.

Quando provamos estes dois queijos é aqui que a diferença do paladar é muito evidente, o gruyere tem um sabor adocicado mas ligeiramente salgado e com uma textura muito cremosa.

Já o queijo emmental é muito aromático, doce e deliciosamente intrincado no sabor. O seu sabor é de nozes e um pouco amanteigado, com uma tonalidade ligeiramente frutada e ácida.

infografico queijo emmental vs gruyere

O valor nutricional do queijo Gruyere

As informações nutricionais para cada 100g de queijo Gruyere, são as seguintes:

NutrientesQuantidade
Calorias413 Kcal
Carboidrato0,36 g
Proteina29,81 g
Gordura total32,34 g
Gordura saturada18,91 g
Gordura monoinsaturada10,04 g
gordura poliinsaturada1,73 g
Sódio721 mg
Cálcio1021 mg
Vitamina B121.77 mcg
Ômega 30,43 g
Ômega 61,30 g

O queijo Gruyere é rico em vitaminas e nutrientes, dentre as quais podemos destacar: Vitamina A, B12, B2, B3, B5, B6, B1, K1, E, colina, folato, cálcio, zinco e selênio.

Calorias

O conteúdo calórico do queijo gruyere é elevado, com 413 calorias por 100 gramas. O queijo cremoso contém quase 70% de gordura e cerca de 27% de proteínas.

Carboidratos

O queijo gruyere tem apenas 0,36 gramas de hidratos de carbono por 100g, o que o torna uma fonte reduzida de hidratos de carbono.

Proteína

O queijo Gruyere é um produto lácteo com 29,81 gramas de proteína de alta qualidade por cada 100g. Este queijo fornece todos os aminoácidos essenciais como uma proteína de alta qualidade.

Gordura

A maioria das calorias numa porção de queijo gruyere provém da gordura. 100g de queijo tem 32,34 gramas de gordura total, sendo 18,91 gramas de gordura saturada, 10,04 gramas de gordura monoinsaturada, e 1,73 gramas de gordura polinsaturada.

Mais de metade da gordura do queijo gruyere é sob a forma de gordura saturada.

Embora haja muito debate sobre a gordura saturada, vários estudos descobriram que uma dieta rica em gorduras saturadas pode aumentar o mau colesterol e, portanto, aumentar o risco de doenças cardíacas.

Nos EUA, a Associação Americana do Coração recomenda que as pessoas limitem o seu consumo de gordura saturada entre 5% a 6% das calorias diárias. A titulo comparativo, uma pessoa que esteja a fazer uma dieta onde consome 2000 calorias por dia, deverá consumir no máximo 13 gramas de gordura saturada.

Vitaminas e Minerais

O queijo Gruyere é uma excelente fonte de cálcio, com 1021 miligramas do mineral essencial em cada porção de 100g.

Uma porção deste queijo também satisfaz mais de 10% do valor diário de vitamina B12, fósforo, e zinco. É também uma boa fonte de vitamina A e selénio.

O queijo Gruyere, tem 721 miligramas de sódio por cada porção de 100 gramas. Esta quantidade é quase 30% do valor diário recomendado de consumo de sódio. Embora o sódio seja necessário para o equilíbrio hídrico do organismo, consumir demasiado pode levar a uma tensão arterial elevada.

De acordo com as boas práticas de dietética nos EUA, é recomendado limitar o consumo de sódio até 2300 mg por dia.

o que é queijo gruyere

Benefícios para a saúde do queijo gruyere

Entre os principais nutrientes do Gruyere, destacamos os benefícios para a saúde de alguns deles, como a vitamina A, que tem um alto poder antioxidante, a vitamina D que trabalha aumentando a imunidade, a vitamina B que auxilia na saúde dos olhos, pele e cabelo.

Além dessas vitaminas, podemos destacar o cálcio presente, que acelera o metabolismo, ajudando na prevenção da obesidade e outras doenças ligadas ao peso, além de prevenir doenças nos ossos e na cartilagem, como a osteoporose. E o zinco e o selênio contidos no queijo auxiliam no funcionamento do sistema nervoso.

Analisando em detalhe, estes são os benefícios principais do queijo Gruyere:

Ajuda a manter os ossos saudáveis

De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde, um numero significativo de pessoas nos EUA não consomem cálcio suficiente nas suas dietas.

Os adultos necessitam de 1.000 a 1.200 miligramas de cálcio por dia. O cálcio é um mineral importante que se encontra nos seus ossos.

O seu corpo necessita de cálcio para funcionar correctamente. O cálcio também se encontra em baixas concentrações no seu sangue, o que regula a pressão sanguínea e a actividade muscular. Quando não obtém cálcio suficiente, o seu corpo extrai a quantidade necessária dos seus ossos.

O queijo Gruyere é rico em cálcio, fornecendo mais de 20% do valor diário.

Pode proteger o coração

Há algumas evidências que sugerem que produtos lácteos gordos como o queijo gruyere têm um impacto benéfico no seu coração.

Na realidade, de acordo com um estudo publicado em Advances in Nutrition, produtos lácteos gordos completos como o queijo podem ajudar a prevenir doenças cardíacas.

Segundo o estudo, os benefícios do queijo para a saúde podem estar ligados aos seus componentes promotores de saúde, tais como proteínas, vitaminas e minerais.

Naturalmente, este ensaio também assinala que é necessário mais estudos para compreender plenamente a ligação entre os produtos lácteos gordos e a forma como podem promover a saúde do coração.

Pode reduzir o risco de diabetes

A revisão em Avanços na Nutrição observa também que os produtos lácteos gordos completos podem também proteger contra o desenvolvimento da diabetes tipo 2.

Os produtos lácteos, que ainda estão a ser estudados, podem ajudar a reverter a diabetes, aumentando a acção da insulina, uma hormona que transporta o açúcar do sangue para as células.

A diabetes tipo 2 é causada pela resistência à insulina, o que significa que a hormona é incapaz de fazer o seu trabalho. Os níveis de açúcar no sangue aumentam quando a insulina deixa de funcionar correctamente.

Além disso, produtos lácteos como o queijo gruyere podem melhorar a utilização da glucose pelo seu corpo, em particular os músculos, ajudando a manter os níveis de glucose no sangue dentro dos limites normais.

A combinação única de proteínas, gorduras e hidratos de carbono do queijo pode ajudar os seus músculos a usar a glicose de forma mais eficiente. (1)

Pode ajudar a controlar o peso

De acordo com vários estudos, os produtos lácteos gordos totais não parecem aumentar o ganho de peso ou a gordura corporal. De facto, os produtos lácteos gordos como o queijo gruyere podem ajudar as pessoas a controlarem o seu peso.

Assim e em linha com os estudos calcula-se que os alimentos como o queijo gruyere poderão ajudar você a sentir-se mais saciado e dessa forma seguir o seu plano de dieta.

como é produzido o queijo gruyere

Como é feito o Gruyere?

O queijo Gruyere possui um longo processo de produção, dividido em diversas etapas.

A primeira parte se inicia com a produção do leite que será usado na fabricação. Mas não é qualquer leite, para a fabricação do Gruyere original o leite utilizado é o produzido em Berna, Vaud, Jura, Friburgo e Neuchâtel, sendo colocado em tachos de cobre durante dois períodos do dia, à noite e pela manhã.

Em um segundo momento é acrescentado fermentos lácteos, que visam amadurecer o leite e também o coalho, sendo esse um completo de enzimas que são produzidos dos estômagos dos animais ruminantes.

Após a fermentação, o resultado gera uma massa aromática, com cheiro característico, causado por conta de que o leite não é aquecido até esse momento do preparo.

Posterior a isso, será feito o processo de corte da massa, onde os tachos de cobre são aquecidos em 57ºC, durante 40 a 45 minutos. Após esse tempo, a massa é colocada em moldes redondos, para dar a forma característica do queijo.

Após a eliminação do soro, marcações em caseína são inseridas, trazendo a identificação, a data e o fabricante do queijo. O processo ainda não acabou, após a marcação, o queijo é pressionado por cerca de 20 horas, por uma força próxima de 900 kg.

No dia seguinte, o queijo é colocado em imersão, ficando cerca de 24 horas na salmoura. Após esse tempo, ele é levado para cave por cerca de 90 dias, para que sua casca protetora seja formada.

Após esse período de cerca de 3 meses, o queijo é levado para a maturação, onde precisa ficar em um ambiente com temperatura e umidade controladas, em 15ºC e 90% de umidade.

Processo de maturação do queijo gruyere

Maturação

Maturação ou cura, é o processo para formar o sabor, o aroma e a aparência do queijo em questão. O processo de maturação do Gruyere dura em média de 5 a 18 meses, onde durante esse tempo o queijo é virado e também escovado com salmoura.

Depois de 4 meses de maturação, é feita a inspeção de qualidade do produto, para ser considerado um legítimo queijo Gruyere original, recebendo o famoso sele Le Gruyere Appellation d’Origine Protegée.

Como consumir queijo gruyere

Como comer queijo gruyere

O queijo Gruyere pode ser consumido até mesmo puro, porém o queijo é perfeitamente usado em combinado de muitas formas, entre as quais destacamos algumas abaixo. Veja!

Fondue

O queijo Gruyere é bastante consumido em forma de fondue. De modo geral, as receitas de fondue são compostas de 50% de queijo Gruyere e 50% de outro queijo com um sabor mais forte, sendo o Emmental o tipo mais usado na receita.

Croque monsieur

Esse delicioso prato francês, conta com o queijo Gruyere em seu preparo. Em dois momentos o Gruyere é usado, tanto para o preparo do molho bechamel, quanto posteriormente, sendo colocado na fatia de pão. Nessa receita, o queijo é gratinado, ficando derretido.

Croque madame

O croque madame é bastante parecido com o croque monsieur, desse modo, é claro que o queijo Gruyere não ficaria fora da receita. Com isso, fica claro que o Gruyere combina muito bem com os sanduíches, trazendo um gosto que fará toda diferença nos preparos.

Batata Rosti

O rosti é um prato típico da Suíça que conta com batatas, bacon ou calabresa e bastante queijo Gruyere. É considerado um clássico na Suíça, sendo bastante apreciado na região que o Gruyere foi originalmente desenvolvido.

Sopa de cebola

A tradicional sopa de cebola combina muito bem com o queijo Gruyere fazendo parte dos ingredientes.

Com acompanhamentos

O queijo Gruyere também é muito apreciado junto de alguns acompanhamentos, dentre os quais, podemos destacar: nozes, presunto do tipo defumado e frutas secas, como figos secos.

Pelo seu gosto mais doce, também combina muito bem com frutas frescas, como uvas, peras e maçãs.

Quais bebidas combinam com queijo Gruyere

Como o queijo Gruyere possui um sabor mais doce, ele irá combinar muito bem com algumas bebidas, como as cidras de maçã, cervejas tipo bock (que são mais escuras e com um leve sabor adocicado) e também com vinhos brancos.

receitas com queijo gruyere

Receitas que incluem o queijo Gruyere

Agora, que já contamos praticamente tudo sobre o queijo Gruyere, é hora de ver algumas receitas que utilizam o gruyere na prática. Vamos a elas!

Croque Monsieur ou Madame:

Os deliciosos sanduíches que utilizam do queijo Gruyere em sua composição, em uma receita fácil e rápida, que você pode fazer em poucos minutos.

Batata Rosti com Calabresa e Gruyere:

A deliciosa batata rosti utiliza do Gruyere como um dos ingredientes indispensáveis. Nessa receita, com batata e calabresa, o gruyere dá aquele toque refinado.

Como fazer Fondue Caseiro:

Perfeito para o inverno e jantares elaborados, o Fondue é pura classe. Nessa receita, você aprende de um jeito simples e fácil, de como fazer a versão caseira, desse delicioso prato.

Perguntas frequentes sobre o queijo Gruyere

Caso tenha ficado com algumas dúvidas, vamos trazer algumas respostas de perguntas frequentes sobre o queijo Gruyere.

Como armazenar queijo Gruyere?

O jeito correto de armazenar o Gruyere é mantendo na geladeira em uma temperatura entre 1 a 10º graus. Depois de aberto, o queijo deve ser embalado com papal filme, e o consumo deve ocorrer em cerca de 20 dias.

Queijo Gruyere derrete?

Sim, na temperatura correta ele derrete. Inclusive é um dos melhores queijos para serem derretidos. Sendo um dos principais queijos que compõem o Fondue.

Pode congelar queijo Gruyere?

Sim, porém o período não deve ultrapassar os 6 meses.

Queijo Gruyere é amargo?

O queijo Gruyere possui um sabor levemente adocicado, dessa forma, caso ele apresente um gosto amargo, é possível que ele esteja no processo de estragar.

Queijo Gruyere é bom?

É claro que definir se algo é bom ou ruim, precisa levar em conta a opinião de cada um. Porém, o queijo Gruyere é um dos queijos são apreciados mundo afora, sendo muito usado em receitas e até mesmo para ser comido sozinho.

Desse modo, é um consenso praticamente geral, que amantes de queijo vão adorar o sabor e detalhes do Gruyere.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

pt_BR