...
Pular para o conteúdo

10 tipos de tomate que irão melhorar muito suas receitas

  • 25 minutos de leitura

10 tipos de tomate que irão melhorar muito suas receitas

Venha descobrir tudo sobre 10 tipos de tomate que vão melhorar drasticamente suas receitas de culinária.

Iremos fazer uma análise extensiva sobre este fruto muito utilizado na gastronomia do mundo todo.

Image

O tomate é um fruto, pois ele cresce no tomateiro (Solanum lycopersicum) e como qualquer fruto é colhido na sua época de colheita. Ao analisarmos numa prospectiva puramente botânica, o tomate se forma através de uma flor e contém sementes, daí que é sempre referido como um fruto e não como um legume.

Origem do tomate e a sua história

Existem centenas senão milhares de pratos gastronômicos, no qual o tomate é um dos seus ingredientes, em muitos dos casos é considerado o ingrediente principal. Em virtude da sua versatilidade, aroma, bem como da sua cor, ele é relatado como tendo origem nas civilizações aztecas e desde então está presente nas cozinhas de todos nós.

Muitas das receitas culinárias que conhecemos na atualidade, em muitos casos tem centenas de anos ou mesmo bem mais que isso, através de evidências históricas podemos voltar ao tempo do velho e novo mundo, onde existia uma troca direta de plantas, frutas, legumes, etc…

No caso do tomate, ele teve origem nos Andes inferiores, sendo cultivado pelos Aztecas, onde geograficamente se localiza o México.

Em Azteca a palavra “tomatl”, tinha o significado de “fruta carnuda” e os invasores espanhóis na época dos descobrimentos, o designaram de “tomate”. Foi através dos exércitos espanhóis que conquistaram os aztecas, que trouxeram para Espanha no século XVI o tomate, bem como outros vegetais, tais como o milho, a batata, pimentão e a batata doce.

sevilha

A primeira cidade que recebeu o tomate foi Sevilha, que era um importante centro de comércio europeu, que negociava bastante com Itália. Em 1544 o herborista italiano Mattioli refere-se a frutos amarelos de um tomateiro como “mala aurea”, ou seja, a maçã dourada, e posteriormente em 1554 referiu uma variedade vermelha.

Por outro lado, o herborista holandês Rembert Dodoens, fez uma descrição pormenorizada em 1554, onde a fruta ganhou o título de afrodisíaco, dessa forma se explica porque os franceses o designavam de “pomme d´amour” e os italianos de “pomodoro”

A partir de 1700 começou a transformar-se de forma gradual o tomate como fruto para um ingrediente culinário. Sendo que a receita mais antiga oriunda de Itália que é conhecida, é o famoso molho de tomate ao estilo espanhol, onde existem vestígios históricos que datam do ano de 1962.

Devido à utilização do tomate na gastronomia de diversos pratos, muitos consideram o tomate um vegetal, no entanto e a bem da verdade o tomate é uma fruta pertencente à família Solanaceae. O tomate é um parente muito próximo da batata, beringela e do pimentão.

O tomate é considerado um dos ingredientes mais populares em toda a Europa, muito devido à sua versatilidade de misturar como outros ingredientes, tais como os ovos, queijo, carne, peixe, etc.

Os tomates são muito conhecidos devido a serem bastante nutritivos e contém uma quantidade muito significativa de vitamina C.

Ele também é uma fonte muito importante na dieta de licopeno, que tem diversas propriedades antioxidantes, que pode ser anti-carcinogênico. Isto é, ele ajuda bastante na prevenção de alguns tipos de câncer, nomeadamente o câncer da próstata.

Através da divulgação de diversos pratos famosos, o tomate foi gradualmente surgindo um pouco por todo o mundo.

Atualmente é raro existir um local no mundo onde não exista o tomate de forma acessível.

Image

Benefícios do tomate para a saúde

Os tomates são mundialmente conhecidos pelas delícias de pratos de culinária que se podem fazer com este ingrediente culinário, no entanto muitos de nós desconhecemos quais os benefícios do tomate para a saúde e é sobre isso que vamos abordar em seguida.

Os tomates estão repletos de uma substância chamada licopeno. Ele lhes dá a sua cor vermelha brilhante e ajuda a protegê-los dos raios ultravioleta do sol.

Da mesma forma, que pode ajudar a proteger suas células contra danos. O tomate também é muito rico em potássio, vitaminas B e E, entre outros nutrientes.

1 – Sistema Imunológico

O licopeno é um antioxidante – ele combate as moléculas designadas de radicais livres que podem danificar suas células e afetar seu sistema imunológico.

Por causa disso, alimentos ricos em licopeno, como o tomate, podem fazer com que você tenha menos probabilidade de ter câncer de pulmão, estômago ou próstata.

Algumas pesquisas mostram que eles podem ajudar a prevenir a doença no pâncreas, cólon, garganta, boca, peito e colo do útero.

2 – Prevenção de doenças cardíacas

O licopeno também pode ajudar a baixar seus níveis de LDL, ou colesterol “ruim”, assim como sua pressão arterial. E isso pode diminuir suas chances de contrair doenças cardíacas.

Outros nutrientes no tomate, como vitaminas B e E e antioxidantes chamados flavonóides, também podem melhorar a saúde do seu coração.

3 – Prevenção de doenças oculares

Os tomates têm substâncias chamadas luteína e zeaxantina que podem ajudar a proteger seus olhos da luz azul produzida por dispositivos digitais como smartphones e computadores.

Eles também podem ajudar a evitar que seus olhos fiquem cansados e aliviar as dores de cabeça da fadiga ocular.

4 – Prevenção de doenças pulmonares

Alguns estudos revelam que o tomate pode ser útil para pessoas que têm asma e pode ajudar a prevenir o enfisema, uma condição que danifica lentamente os sacos de ar em seus pulmões.

E isso pode acontecer porque o licopeno, a luteína e a zeaxantina, entre outros antioxidantes, combatem as substâncias nocivas da fumaça do tabaco, que é a principal causa do enfisema.

5- Previne acidentes vasculares cerebrais

A ingestão de mais tomates em sua dieta pode fazer com que você tenha menor probabilidade de ter um derrame, que é quando o fluxo sanguíneo é cortado em uma parte do seu cérebro. 

Estudos sugerem que eles podem atenuar a inflamação, melhorar o seu sistema imunológico, diminuir seus níveis de colesterol e impedir a coagulação do sangue. Todas essas medidas podem ajudar a evitar acidentes vasculares cerebrais.

6 – Ajuda na saúde bucal

Estudos demonstraram que o licopeno pode ajudar na prevenção das doenças de gengivites e periodontites, da mesma forma que pode ajudar a prevenir o câncer, combatendo os radicais livres.

Mas comer muito tomate cru pode danificar o esmalte dos dentes, devido à alta quantidade de ácido. Deve escovar os dentes 30 minutos após ter ingerido tomate cru, pois se o fizer antes desse período, poderá piorar a situação.

7 – Previne doenças de pele

Você sabe que chapéus de sol e protetores solares podem ajudar a protegê-lo do sol. O licopeno nos tomates pode fazer algo semelhante, possivelmente da mesma forma que protege os tomates. Não é um substituto para o protetor solar, e você não o coloca sobre a pele. Ele ajuda trabalhando em suas células a partir do interior do seu organismo.

Image

Quantas calorias tem um tomate

Muitas pessoas tem esta dúvida, pois não sabem se o tomate é um fruta com muitas ou pouca calorias, e em função dessa informação se o devem ou não incluir no seu regime alimentar.

De forma a poder responder quantas calorias tem um tomate, a melhor forma é através da tabela da informação nutricional do tomate, como poderão verificar abaixo.

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Valores por cada porção de 100g de tomate cru

Quantidade por porção% valor Diário
Calorias16 Kcal0.8 %
Gorduras totais0.2 g0.36 %
Sódio5 mg0.21 %
Carboidratos3.5 g1.16 %
Fibra alimentar1.1 g4.40 %
Proteína0.8 g3.20 %
Vitamina A0.04 mg6.66 %
Vitamina C12.5 mg27.80 %
Vitamina K0.007 mg10.77 %
Vitamina E0.5 mg5.00 %
Potássio215.7 mg6.14 %
Licopeno2.34 mgN.D.

Como podemos observar na tabela, um tomate médio de 100g, contém apenas 16 calorias, além disso é um fruto com o nível de gorduras quase inexistente (0.2g) e não contém colesterol.

No que se refere a vitaminas, ele é muito rico, nomeadamente nas vitaminas A, C e K. É por isso que muitas pessoas consideram o tomate um super alimento.

Tomate é fruta ou vegetal

Por norma, nós temos muita facilidade em verificar as diferenças entre a maioria das frutas e legumes ou vegetais, mas quando falamos em tomate, ficamos sempre na dúvida se é uma fruta ou um legume.

A resposta a esta questão, de forma técnica os tomates são uma fruta e um legume, mas existe um grande, mas…

Consoante se você analisar esta questão na prospectiva de um botânico ou de um cozinheiro famoso, ambos terão opiniões muito diferentes e é sobre isso que vamos ver já de seguida.

Classificação botânica: Tomates são fruta

Em termos botânicos, a forma de classificar o tomate é baseada na sua fisiologia, ou seja, estamos a referir-nos à sua estrutura, bem como a forma como o tomate está organizado. Nessa medida, diz-se que o tomate é uma fruta, porque ele tem no seu interior sementes, que desenvolvem-se no pistilo até ao estado de floração.

Assim o tomate em termos botânicos é uma fruta, pois desde que tenha uma semente no seu organismo e esta se desenvolva a partir da sua flor. É por isso que os botânicos dizem que na categorização botânica o tomate é um fruto.

Em oposição um vegetal numa análise botânica, este não têm uma designação exata, isto porque são avaliados os elementos do tomate que podem servir para alimentação.

É por isso que alimentos como pêras, bananas, laranjas, ameixas são classificados com frutos, inclusive os próprios tomates!

Classificação culinária: tomate é vegetal

Um cozinheiro famoso, uma dietista ou mesmo o seu pai que adora cozinhar, certamente iria escolher o sistema de classificação culinária, ou seja, este designa os legumes, vegetais e frutas na forma como são utilizados.

Um vegetal numa ótica puramente gastronômica, tem uma consistência mais rija e o seu paladar é agradável, no entanto em pratos cozinhados será necessário fazer o seu cozimento (ex. sopas, cozidos, guisados, etc)

Já uma fruta, por norma tem uma consistência suave que poderá tender a ser doce ou amarga. As frutas são muito populares quando utilizadas em sobremesas ou comidas ao natural.

Os tomates são classificados como vegetais, em virtude serem utilizados na preparação de receitas de culinária básica, até às receitas mais complexas. Receitas essas que podem ser desde um simples molho ou uma salada caprese até um risoto que se pode tornar bastante complexo na sua preparação.

Para concluir, os tomates são utilizados em receitas gastronômicas muito deliciosas, e é por isso que é considerado um vegetal no ponto de vista puramente culinário. Em termos científicos ele é uma fruta devido as explicações expostas anteriormente.

Conheça os diferentes tipos de tomate que existem no Brasil

Na lista abaixo abordamos 10 diferentes tipos de tomate no Brasil em termos de popularidade, bem como a nível mundial, de forma a poder conhecer um pouco mais sobre eles.

Tomate carmem

1 – Tomate carmem

O tomate carmem é conhecido pelas suas características muito próprias, tendo uma consistência muito firme, globular e de forma achatada. O seu tamanho é normalmente uniforme, com uma pele muito lisa e sem qualquer tipo de rugas.

O tomate carmem é muito delicioso e por isso mesmo ele é um ingrediente ideal para saladas, no entanto também pode ser utilizado para a preparação de molhos, devido ao seu sabor e á sua coloração alaranjada.

Ele deverá estar num estado de saúde perfeito, sem quaisquer vestígios de estar passado ou podre, bem como deverá estar bem lavado e sem qualquer amostra de sujidade ou corpos estranhos quer no exterior e interior do tomate.

O tomate carmem também é conhecido como tomate “longa vida”, este tomate é muito bom para confeccionar saladas, mas devido a ter muita água e ser pouco saboroso ele não é ideal para molhos.


Ele é o tomate mais comercializado no Brasil, como característica principal ele é muito rico em licopeno, que previne doenças do sistema imunológico.

Tomate caqui

2 – Tomate caqui

O tomate caqui tem uma consistência firme, formato globular e é achatado. Tem uma pele lisa, muito consistente e sem qualquer tipo de rugas, o seu tamanho é muito uniforme.

Este tomate em virtude de ser muito saboroso, ele é ideal para ser utilizado em saladas. É sua característica ter um pouco de acidez, não ser muito doce e a frescura deste tomate é considerada mediana.

Antes de utilização o tomate caqui deverá ser bem lavado, de forma a não ter substâncias de terra, sujidade ou corpos estranhos no seu exterior e interior.

Por norma, o tomate caqui é utilizado na preparação de saladas e vinagretes em virtude de não ser muito doce e conter um nível significativo de acidez. Ele é muito rico em licopeno.

Sabia que um carotenoide vermelho, pode ajudar em muito a reduzir o risco de câncer de próstata, bem como doenças de coração?

Além de tudo isto o tomate caqui é muito rico em vitamina C, que beneficia muito o seu sistema imunológico, bem como na absorção de ferro.

tomate holandês

3 – Tomate holandês

Os tomates holandeses são comercializados em cachos ou em rama, a forma de identificar se o tomate é fresco, é através da cor verde, assim sabemos que ele está em excelentes condições de frescura.


Desde o ano de 1996 que o tomate holandês é plantado no Brasil, anterior a essa data ele era importado da Europa (Holanda, França e Espanha) e dos Estados Unidos da América.

Estes tomates pesam em média 90g, no entanto encontram-se alguns deles com pesos entre 40g e as 130g, em termos de coloração, esta fruta existe em 3 cores, sendo o vermelho o mais comum de todos. Mas podemos encontrar também na cor amarela e laranja.

O tomate holandês quando está maduro ele apresenta um sabor doce e perfumado. Já na cozinha eles podem ser utilizados como todos os outros tipos de tomates, ou seja, eles podem ser usados em deliciosas saladas de frutas (sem as sementes), bem como em molhos e saladas da época.

Tomate Débora

4 – Tomate Débora

O tomate Débora, é um fruto que tem uma consistência firme e o formato oblango. O seu tamanho é muito uniforme, com uma pele muito lisa e sedosa e sem qualquer tipo rugas evidentes.

Este tomate é ácido, no entanto tem um nível menor de acidez do que o tomate Carmem, mas em contrapartida o tomate Débora tem mais sementes.

Ele é ideal para preparar saladas deliciosas bem como molhos. Ested tipos de tomates deve ser higienizado antes de consumo ou utilização em receitas de culinária. Antes de utilizar, verifique sempre se não está demasiado maduro, passado ou mesmo em estado de podridão.

O tomate Débora é um fruto ideal para o seu dia a dia, ele serve para fazer molhos, no entanto não chega ao nível de qualidade do tomate italiano. Uma das suas grandes valências, é utilizá-lo para fazer saladas.

Como é típico nesta família, ele é muito rico no antioxidante licopeno, que ajuda a prevenir os riscos de câncer e doenças de coração. Já para não falar que ele é muito rico em vitamina C, ajudando assim a manter um nível de vida muito saudável.

Tomate italiano

5 – Tomate italiano

O tomate italiano tem o formato comprido, a pele lisa sem rugas em muito consistente, já no seu interior é muito carnudo e suculento.

No que toca ao sabor do tomate italiano, ele é muito doce, com o nível de acidez bastante reduzido.

O tomate italiano embora nos leve a pensar em cidades emblemáticas como Roma ou Veneza, no entanto este fruto é originário do continente americano.

Ele é ideal para preparar molhos para massas, bem como para deliciosas saladas, devido ao seu delicioso sabor, bem como por não conter muita água e ter um número muito reduzido de sementes.

Devo advertir que o tomate o italiano natural não dura muito tempo, por isso tenha em conta que o deve consumir quanto antes. Fora isso, é um excelente tomate a ter em linha de consideração.

Como já é conhecido na sua família, ele contém licopeno, um antioxidante muito conhecido, que ajuda a prevenir diversos tipos de câncer, além de conter uma quantidade muito significativa de Vitamina C.

tomate cereja

6 – Tomate cereja

O tomate cereja, também é conhecido como tomate cherry (cereja em inglês), este tomate tem a particularidade de ser de tamanho pequeno, tendo o formato de uma cereja, daí o seu nome.

A sua pele é lisa e muito firme, em termos de paladar, provavelmente o tomate cereja é um dos tomates mais saborosos e com um nível de acidez muito reduzido, no entanto é um pouco aguado.

É devido ao seu paladar que ele é muito utilizado como um dos ingredientes principais na preparação de saladas, por exemplo a salada caprese que fica deliciosa com este tipo de tomate.

Estes tipos de tomates também são muito utilizado na preparação de risotos e massas, já na preparação de molhos não é recomendado porque tem muita água e como tal o resultado não é o melhor.

Tomate sweet grapes

7 – Tomate sweet grapes

O tomate sweet grapes são oblongos e tem a forma de uvas, dai o seu nome. Eles são dos tipos de tomate pequeno, se compararmos com o tomate cereja, ele tem metade do seu tamanho, então são mesmo minúsculos (para um tomate).

Em termos de paladar o tomate sweet grapes é muito doce, ao mesmo nível do tomate cherry, a sua polpa é mais macia e menos aquosa, o que o torna ideal para a preparação de molhos, visto que tem um menor índice de aquosidade.

Em termos de conservação estes tomates duram bastante mais tempo que o tomate cereja, e é por isso que são utilizados cada vez mais.

O tomate uva (nome em português), é ideal para ser utilizado em pratos frios como é o caso de buffets, tábuas de queijos com ervas bem como saladas de época.

Image

8 – Tomate coração de boi

O tomate coração de boi é dos tipos de tomate italiano e o seu nome original é designado de “Coeur de boeuf” ou “Cuor di bue”

Historicamente o tomate coração de boi é cultivado desde o ano de 1950 e desde 1980 que as suas sementes são comercializadas em Itália.

Este tipo de tomate, tem um formato que é muito parecido com o coração de um boi, no entanto tem a ponta a apontar no sentido inferior e a sua pele é muito lisa sem qualquer tipo de rugas, sendo assim muito consistente.

Em termos de paladar o tomate coração de boi é muito saboroso, com um índice muito reduzido de acidez e pela sua polpa ser muito vasta.

O tomate coração de boi original pode chegar a pesar até 600g, no entanto variações do original pesam entre 200g a 250g, mas algo que é muito interessante é o fato de serem muito raras as suas sementes da versão original.

Este tipo de tomate é muito utilizado em saladas de verão, devido ao sabor e volume do tomate. Uma advertência importante é que este tomate tem uma duração muito curta, assim deverá ser consumido rapidamente para não se estragar.

Tomate chucha

9 – Tomate Chucha

O tomate chucha tem o formato arredondando, pele lisa em sem qualquer tipo de rugas evidentes. Em relação ao seu paladar ele é muito suculento, doce e com muito pouca acidez. É por isso que o tomate chucha é ideal para a preparação dos melhores molhos de tomate.

Quando falamos em tomate, temos obviamente de abordar os seus benefícios para a saúde, como já é conhecido de toda a sua família ele é muito rico em licopeno, que é um antioxidante e anticancerígeno que ajuda a prevenir doenças de câncer da próstata e pâncreas.

A forma como ele previne este tipo de doenças, é através da proteção de infecções bacterianas, digestivas e pulmonares. Além de ser muito benéfico para evitar doenças do foro cerebral.

Tomate rama

10 – Tomate Rama

O tomate rama se diferencia de outro tomates desta familia em virtude de serem apresentados em rama ou ramos, dai o seu nome.

Em termos de tamanho, dada a sua familia, este tipo de tomate tem uma dimensão média, arredondandos, com uma pele lisa, sem qualquer evidência de rugas e muito consistente.

O tomate rama identificam-se fácilmente devido ao ramo e á sua cor vermelha, tem folhas de pequena dimensão devido á rama.

A flôr é apresentada em cachos, sendo o numero de tomates por cacho variavel. Já em relação ao seu paladar é um fruto doce, com um nível de acidez moderado. Este tipo de tomate é muito utilizado na elaboração de saladas, bem como a preparação de refogados para uma diversidade ilimitada de receitas gastronômicas.

Image

Perguntas frequentes

Confira abaixo as perguntas que mais tem feito no google sobre o tomate, tentarei da uma resposta objetiva.

Quais são os benefícios do tomate para saúde?

Os tomates estão repletos de uma substância chamada licopeno. Ele lhes dá a sua cor vermelha brilhante e ajuda a protegê-los dos raios ultravioleta do sol.

Da mesma forma, que pode ajudar a proteger suas células contra danos. O tomate também é muito rico em potássio, vitaminas B e E, entre outros nutrientes.

Ele ajuda a prevenir de doenças relacionadas com câncer da próstata, dos pulmões, intestinos, etc.

Porque tomate é fruta?

O tomate é uma fruta, pois ele cresce no tomateiro (Solanum lycopersicum) e como qualquer fruto é colhido na sua época de colheita. Ao analisarmos numa prospectiva puramente botânica, o tomate se forma através de uma flor e contém sementes, daí que é sempre referido como um fruto e não como um legume.

Pode comer tomate cru?

Poder pode, no entanto devido ao tomate ser ácido , pode causar alguns problemas intestinais se comido em excesso cru, e para pessoas com gastrite é recomendado a evitar consumir cru. Sendo que recomendo que o consuma num delicioso molho de tomate caseiro, pois já não tem acidez e obtém todos os benefícios do tomate.

Posso comer tomate na gravidez?

Sim, é recomendado comer tomate na gravidez, pois este está repleto de vitamina A e ferro, que irão ajudar a gestante a manter-se saudável bem como apoia no desenvolvimento do feto.

O tomate, irá ajudar muito a futura mãe a prevenir episódio de anemia e hipertensão, além de oferecer mais energira ao seu organismo e uma sensação de bem estar.

Por todos estes motivos e muitos mais é recomendado consumir tomate, mas não ao natural (cru), devido ao elevado nível de acidez, experimente num molho, numa refeição, etc.

Quem tem diabetes pode comer tomate?

O Tomate é um superalimento, que no caso dos diabéticos pode ser introduzido no seu plano de alimentação diário, até porque poderá ajudar a melhor alguns sintomas, tais como hipertensão, entre outros.

No entanto é recomendado que consulte o seu médico antes de introduzir o tomate no seu plano de dieta, pois é ele que conhece o seu estado de saúde e qual a melhor forma de controlar os seus diabetes.

Quanto tipos de tomate tem no Brasil ?

3 deliciosas receitas onde o tomate é o rei!

Antes de terminar este longo artigo, não poderia deixar de referir um dos pontos mais importantes do tomate, sendo ele um dos ingredientes premium em muitas receitas. Desta forma escolhemos 3 deliciosas receitas que você vai amar!

Molho de tomate fresco caseiro

Antes de começar a falar em pratos sofisticados, acho que uma das receitas mais populares, onde o tomate é rei, é o famoso molho de tomate caseiro.

Partilho com vocês esta receita em formato video feito por mim na cozinha da vê, é muito simples, mas sem conservantes nem corantes, que estragam o molho no seu paladar, e para a sua saúde tudo o que é natural é sempre muito melhor!

Receita de molho de tomate caseiro para congelar

MOLHO DE TOMATE CASEIRO

Aprenda a fazer um rápido e delicioso molho de tomate caseiro.
5 de 1 voto
Tempo de Preparação 10 minutos
Tempo de Elaboração 50 minutos
Tempo Total 1 hora
Prato molhos e cremes
Cozinha italiana
Porções 200 ml
Calorias 29 kcal

Ingredientes
  

  • 1 kg de tomates maduros sem sementes
  • 1 dente de alho amassado
  • 1/2 de cebola (peq.)picada
  • 6 folhas de manjericão
  • Azeite para cobrir o fundo da panela
  • Sal
  • Pimenta do reino à gosto

Instruções passo a passo
 

  • Colocar o azeite na panela para cobrir o fundo e deixar aquecer.
  • A seguir, colocar a cebola picada para refogar no azeite, depois coloque também o alho amassado para refogar.
  • Depois da cebola e alho refogados, coloque os tomates limpos sem sementes, ponha a tampa e deixe os tomates cozinharem para soltar toda água durante 15 minutos.
  • Passado os 15 minutos, coloque os temperos: o sal, o manjericão e a pimenta do reino à gosto. Deixe cozinhar por mais 15 minutos.
  • Assim que os tomates estiverem desfeitos, passe com o mixer para virar purê. Deixe cozinhar por mais 10 minutos, prove o sal e caso esteja ácido, coloque um pouco de açúcar.

receita em vídeo

Notas

NOTA: para congelar, deixe o molho esfriar totalmente e encha frascos de vidros deixando 2 dedos de espaço abaixo da tampa e ponha para congelar.

Nutrição

Servindo: 100gCalorias: 29kcal

Nota: Esta informação é fornecida como cortesia e é apenas uma estimativa. Estas informações provêm de calculadoras on-line. Embora a cozinhadave.com tente fornecer informações nutricionais precisas, estes números são apenas estimativas.

PALAVRAS CHAVE a cozinha da vê, bife com molho de pimenta, como fazer molho de tomate caseiro, molho de tomate caseiro, molho de tomate fácil, molho de tomate italiano, receita de molho de tomate, receita de molho de tomate caseiro
Já fez esta receita?Partilhe conosco como correu!

Salada Caprese

A salada caprese, é uma receita muito simples de preparar, no entanto é tão deliciosa que a torna perfeita para uma refeição ou acompanhamento, sempre que você quiser fazer sucesso com a sua família ou com amigos.

A dica na salada caprese é ter todos os ingredientes com muita frescura, caso contrário o resultado não vai ser a mesma coisa.

Confira esta vídeo receita que fiz aqui no nosso cantinho.

salada caprese original

SALADA CAPRESE ORIGINAL

Aprenda a fazer uma deliciosa Salada Caprese Original, fácil e rápida.
5 de 71 votos
Tempo de Preparação 10 minutos
5 minutos
Tempo Total 15 minutos
Prato Salada
Cozinha italiana
Porções 2
Calorias 98 kcal

Ingredientes
  

  • 200g de tomates cerejas frescos
  • 125g de bolas de queijo mussarela fresco
  • 1 xícara de (chá) de folhas de manjericão frescas
  • 1 abacate médio
  • Molho:
  • 1 colher de (chá) de azeite de oliva
  • 1 colher de (chá) de vinagre balsâmico branco
  • 1 colher de (café) de sal
  • 1 colher de (café) de pimenta branca ou preta

Instruções passo a passo
 

  • Cortar os tomates cereja ao meio, e se os tomates cereja forem muito grandes, cortar em 4 partes. Depois de cortados, colocar numa saladeira.
  • Cortar as bolas de queijo mussarela ao meio e colocar na saladeira.
  • Empilhar 4 ou 5 folhas de manjericão, enrrolar as folhas e cortar em pequenas fatias, depois colocar na saladeira.
  • Cortar o abacate ao meio, tirar o caroço do abacate, cortar cada banda ao meio e tirar a casca, corta novamente a meia banda ao meio, depois corta cada banda em cubos e coloca na saladeira.
  • Para o molho: Misture todos os ingredientes e depois é só temperar a salada e misturar a salada com uma colher de madeira ou silicone bem suavemente para não estragar os ingredientes mais frágeis.

receita em vídeo

Nutrição

Servindo: 82gCalorias: 98kcal

Nota: Esta informação é fornecida como cortesia e é apenas uma estimativa. Estas informações provêm de calculadoras on-line. Embora a cozinhadave.com tente fornecer informações nutricionais precisas, estes números são apenas estimativas.

PALAVRAS CHAVE como fazer salada, como fazer salada caprese, receita de salada caprese, receita de salada italiana, salada caprese, salada italiana
Já fez esta receita?Partilhe conosco como correu!

Risoto simples de linguiça

Eu amo comida italiana e não ter nesta lista um risoto onde envolvemos a cultura italiana com um molho de tomate maravilhoso seria impossivel para mim. Assim escolhi este delicioso risoto simples de linguiça que é muito simples de fazer.

Você já sabe que o bom risoto tem que ficar no ponto certo, é por isso que escolhi esta video receita, de forma a poder conferir toda a preparação passo a passo.

receita de risoto simples de linguiça

RISOTO DE LINGUIÇA

Aprenda como fazer um risoto de linguiça simples e rápido de preparar.
5 de 2 votos
Tempo de Preparação 10 minutos
Tempo de Elaboração 35 minutos
Tempo Total 45 minutos
Prato Prato principal
Cozinha Brasileira, italiana
Porções 3 pessoas
Calorias 356 kcal

Ingredientes
  

  • 200 g de arroz arbóreo para risoto
  • 200 g de linguiça picada
  • 1 fio de azeite
  • 1/2 colher de (sopa) de manteiga
  • 1/2 cebola média picadinha
  • 1 dente de alho amassado
  • 60 g de molho de tomate
  • Salsa à gosto
  • Pimenta do reino
  • 500 ml de caldo de carne ou bacon (quente)
  • 1/2 xícara de (chá) de vinho branco
  • 1 colher de (sopa) de queijo parmesão ralado

Instruções passo a passo
 

  • Aqueça uma panela e coloque o fio de azeite, e frite a linguiça picada.
  • Depois de frita, retire da panela e reserve.
  • Em seguida, acrescente a manteiga, o alho, a cebola, e deixe dourar levemente.
  • Refogue o arroz até ficar bem sequinho, por 5 minutos.
  • Coloque o vinho branco e refogue bastante até evaporar todo o álcool.
  • Acrescente o molho de tomate e a pimenta do reino, misture bem e comece a colocar água aos poucos, mexendo sempre para o arroz soltar o amido.
  • Assim que o arroz estiver ao seu gosto, acrescente a linguiça frita, a salsa e o queijo parmesão.

receita em vídeo

Nutrição

Servindo: 1xícaraCalorias: 356kcalCarboidratos: 44.25gProteína: 14.02gGordo: 13.12gGordura sobre: 7.975gGordura poliinsaturada: 0.58gGordura monoinsaturada: 3.587gColesterol: 40mgSódio: 814mgPotássio: 265mgFibra: 0.6gAçúcar: 6.9g

Nota: Esta informação é fornecida como cortesia e é apenas uma estimativa. Estas informações provêm de calculadoras on-line. Embora a cozinhadave.com tente fornecer informações nutricionais precisas, estes números são apenas estimativas.

PALAVRAS CHAVE a cozinha da vê, como fazer risoto, como fazer risoto de linguiça, como fazer risoto simples, como fazer um risoto, receita de risoto, receita de risoto de linguiça, receita de risoto simples, receita de risoto tradicional, risoto de linguiça, risoto de linguiça calabresa, risoto de linguiça toscana, risoto fácil, risotto de linguiça
Já fez esta receita?Partilhe conosco como correu!

Palavras Finais

Espero que o leitor tenha aproveitado o conteúdo neste artigo da mesma forma como nos deu imenso prazer em escrevê-lo. De qualquer forma, em nome de toda a equipa da cozinha da vê deixamos o nosso obrigado.

Se gostou do artigo, tem alguma dúvida ou sugestão, não deixe de escrever nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BR