...
Aller au contenu

Qu'est-ce que le fromage Gouda 

  • 19 minutes de lecture

Qu'est-ce que le fromage Gouda

De origem datada em meados do século XVI, o queijo Gouda leva esse nome em referência à cidade de Gouda, na Holanda. O queijo Gouda acabou por receber esse nome por ser um queijo de fortíssima presença no comércio local da cidade em questão. Apesar da referência e homenagem à cidade holandesa, esse queijo é, atualmente, produzido no mundo inteiro. 

o que é queijo gouda

Nos dias atuais, “gouda” se tornou, na verdade, uma classificação genérica dada a todos os queijos com características parecidas com as da versão original da iguaria. 

Isso se dá porque esse queijo não possui DOP (Denominação de origem protegida), ou seja, suas características, meios de produção e ingredientes não são protegidos pela classificação da União Européia. Dessa forma, a originalidade do queijo Gouda holandês se perdeu ao longo dos anos e acabou sendo adaptado por outras nações. 

O que é o queijo gouda

O queijo Gouda é, originalmente, feito com leite de vaca integral. Alguns pequenos produtores optam por empregar leite de cabra ou de ovelha na produção desse queijo, o que traz resultados completamente distintos. 

Um queijo de textura suave e muito popular na Europa. Carrega consigo longa história juntamente com a cultura holandesa, porém, hoje já faz parte da cultura de vários lugares. 

o que é queijo gouda

A história do queijo gouda

As primeiras menções ao Gouda datam em torno de 1184, um dos queijos com registros mais antigos do mundo. Pela antiga tradição holandesa, a produção de queijos e laticínios no geral (como manteigas, por exemplo) era uma tarefa feminina. Dessa forma, as esposas dos agricultores exerciam essa importante função da fabricação de queijo para a família, passando seus conhecimentos para suas filhas. 

Hoje, a maior parte do queijo Gouda holandês é feito de forma industrial, mas alguns agricultores (estima-se cerca de 300), ainda produzem esse queijo artesanalmente em suas fazendas. Essa versão é chamada de boerenkaas (“queijo do agricultor”) que é, por sua vez, a forma protegida (registrada) do queijo Gouda. 

É interessante ressaltar que o queijo carrega o nome Gouda, porém, ao contrário do que a grande maioria pode pensar, não é porque era produzido na cidade de mesmo nome. Esse queijo era, na verdade, muito comercializado na cidade de Gouda e acabou recebendo esse nome. 

Isso acontece porque na Idade Média, algumas cidades da Holanda poderiam adquirir direitos feudais que lhes garantiam o monopólio de determinados produtos. O que aconteceu foi que, no Condado da Holanda, Gouda adquiriu os direitos de mercado sob esse queijo, além da exclusividade de um mercado local onde os agricultores poderiam vendê-lo.

Todos os queijos eram levados para a praça do mercado de Gouda onde queijeiros, distintos por seus chapéus de palha de diferentes cores, carregavam os queijos dos agricultores. Normalmente, as peças de queijo pesavam cerca de 16 quilos e precisavam ser carregadas em carrinhos de mão. Os compradores provavam o queijo e negociavam os valores em uma espécie de barganha. Assim que decidido o valor, os carregadores levavam a peça para um local específico de pesagem e concluíam a venda. 

o que é queijo gouda

O sabor e a textura do queijo gouda

O queijo gouda é um dos mais apreciados no mundo. Boa parte desse título provém do fato de que é uma variação de queijo suave e que agrada a maior parte dos paladares. É um queijo com poucos furos e de película (casca) delicada e levemente salgada.

Como já dito anteriormente, o nome “queijo gouda” é muito mais pela sua forma de preparo do que pela sua origem. A idade, ou melhor dizendo, a maturação do queijo será o fator decisivo no seu sabor final. 

O queijo gouda mais jovem, ou seja, que maturaram por menos tempo, terão textura suave, macia e sabor delicado, sendo descrito por alguns especialistas como “quase doce”. Algumas pessoas descrevem com notas de caramelo suave.

Já o queijo gouda em sua versão maturada por mais tempo, mudará completamente de textura, se tornando mais firme, rígido e quebradiço. Nessa versão, sentiremos aromas e sabores mais amanteigados e que lembram nozes. 

Outro fator que muda muito conforme o nível de maturação, é cor desses queijos. Um gouda jovem terá uma coloração amarelo-vivo, brilhante, lembrando gema de ovo. Um queijo gouda de maturação longa será dono de coloração amarelo-escuro, mais opaco, com pouco brilho e pequenos cristais brancos que podem ser facilmente percebidos pela sua superfície.

 Esses cristais de sal, encontrados nas versões de queijos mais maduros, são frequentemente confundidos com cristais de sal que podem se formar na superfície devido ao processo de salmoura. Mas não é disso que se trata. Esses aglomerados esbranquiçados são, na verdade, pedaços de tirosina, que é um aminoácido. Inclusive, essa é uma das formas mais fáceis e visuais de se identificar um queijo envelhecido e maduro. 

 Existem também versões que vão além do original sabor do queijo Gouda. Podemos citar aqui versões diversificadas como o gouda com bacon, o gouda com trufas e até mesmo gouda com sementes de cominho. 

o que é queijo gouda

Quais são os diferentes tipos de queijo gouda

Talvez você nunca tenha prestado atenção em classificações de queijo, mas posso te garantir que não é nada semelhante as classificações detalhadas da Holanda. 

Na Holanda, a classificação do queijo varia pela idade (tempo de maturação) do queijo, podendo ser classificado “jong” (jovem) ou “oud” (velho). Entrando em mais detalhes, os holandeses classificam seus queijos em 6 categorias, por idade:

  • Young ou New Gouda : com 4 semanas de idade
  • Gouda amadurecido jovem : 8 a 10 semanas
  • Gouda amadurecido : 16 a 18 semanas
  • Gouda extra – maturado : 7 a 8 meses
  • Gouda velho ou totalmente amadurecido : 10 a 12 meses
  • Gouda Muito Velho ou Muito Envelhecido : mais de 12 meses

Queijos “mais velhos”, e com isso quero dizer maturados por mais tempo, terão sabor e coloração mais forte, enquanto os mais jovens serão mais suaves e delicados. 

É importante destacar que essas classificações não definem qualidade. Um queijo maturado por mais tempo, não é necessariamente um queijo melhor. Simplesmente são ingredientes utilizados em preparações diferentes e que harmonizam melhor com preparações específicas. 

o que é queijo gouda

Diferenças entre o queijo gouda e o Cheddar

É comum considerar a possibilidade de substituir queijo Gouda por queijo Cheddar em receitas. Isso se dá muitas vezes por serem queijos de coloração e sabor fortes, dessa forma passando a errônea ideia de que tem sabor parecidos. 

A primeira diferença visual que podemos notar entre os dois queijos é a presença de casca. A casca amarela de cor bem presente do queijo Gouda, é uma característica necessária ao Gouda, enquanto o Cheddar, não possui casca alguma. 

Outro fator que gritará a diferença entres esses dois queijos é o teor de gordura. O Gouda possui teor de gordura de setenta e seis por cento, enquanto o Cheddar varia de sete a quarenta por cento. Apenas ao toque já é facilmente perceptível que o Gouda é um queijo mais gorduroso.

Ainda seguindo essa linha de teor de gordura, por ser mais gorduroso, o queijo Gouda derrete mais facilmente que o Cheddar, que por sua vez, é mais firme por possuir menos gordura. 

Porém, o mais importante talvez seja citar a diferença de sabor entre esses dois queijos. O queijo Cheddar, clássico acompanhamento de hambúrgueres, é muito mais forte. Não digo que o Gouda seja um queijo de sabor fraco ou muito suave, pelo contrário, justamente por também ser um queijo de sabor presente, pode causar essa dúvida. Porém, o Cheddar ainda se sobrepõe bastante com relação ao sabor.  

o que é queijo gouda

Benefícios para a saúde do queijo gouda

Se você é um fã de queijos, ficará feliz em saber que eles são sim uma adição saudável a sua dieta. Com quase 200 miligramas de cálcio a cada 28,3g, o queijo gouda é uma ótima fonte de cálcio. 

Se você tiver intolerância à lactose, saiba que o queijo gouda tem menos de 1 grama de carboidratos por porção de 28,3g, o que significa que tem pouca  lactose e pode ser mais fácil de digerir. Porém, se você é diagnosticado com alergia ao leite de vaca, deve evitar o queijo gouda. O leite de vaca é um alérgeno alimentar muito comum, afetando até 3% das crianças.

Apesar de termos o infeliz hábito de consumir muito mais sódio do que deveríamos, ele é sim necessário para o bom funcionamento do nosso corpo. Dito isso, é válido apresentar que uma porção de queijo gouda detém 10% da quantidade diária de sódio necessária ao nosso corpo. 

o que é queijo gouda

O valor nutricional do queijo gouda

Neste tópico, tomaremos como base a medida de 28,3g pois é a conversão de 1 onça, medida de massa muito comum na Europa e, dessa forma, a medida utilizada nas fontes em que se basearam esse artigo. 

Calorias e Sódio

Uma porção de 28,35 gramas de queijo Gouda tem 101 calorias, 7,1 gramas de proteína, 7,8 gramas de gordura et 232 miligramas de sódio. Esse queijo é uma ótima fonte de proteína e cálcio, mas é rico em gordura saturada e sódio. Esta informação nutricional vem do USDA.

Com 101 calorias a cada 28,3g o queijo gouda é um alimento rico em calorias. Mais de 70% dessas calorias vêm de gordura e cerca de 27% de proteína.

Açúcar e Carboidratos

Como a grande maioria dos queijos, o Gouda é pobre em carboidratos. 28,3g  do queijo tem 0,6 gramas de carboidratos totais. A maior parte desses carboidratos se dá em forma de açúcar. Porém, o teor de açúcar vem do açúcar natural do leite de vaca, a lactose. Interessante adicionar que o queijo Gouda não tem fibras. 

Gorduras e Colesterol

O queijo gouda tem 7,8 gramas de gordura total, 5 gramas de gordura saturada, 2,2 gramas de gordura monoinsaturada, 0,8 gramas de gordura poliinsaturada e 32 miligramas de colesterol. Tendo o leite de vaca integral como ingrediente principal, a maior parte da gordura do queijo Gouda é saturada.

Proteínas e aminoácidos

No que se refere à proteína , esse queijo é uma boa fonte de proteína de alta qualidade, fornecendo 7,1 gramas a cada 28,3g. Sendo uma proteína de alta qualidade, o queijo gouda possui todos os aminoácidos essenciais.

Vitamines et mineraux

O queijo Gouda é uma ótima fonte de vitaminas e minerais. Uma porção de 28,3g fornece 10% ou mais do valor diário de cálcio, fósforo, zinco e vitamina B12.

o que é queijo gouda

Como é feito o queijo gouda

O processo de fabricação de queijo é longo e cheio de detalhes. Cada queijo possui especificações próprias que formam suas características principais. Aqui vamos detalhar o processo de fabricação do queijo Gouda:

Primeiro - LA Pasteurização do leite: Esse é o processo que elimina as bactérias do leite, o tornado seguro para consumo. O leite é aquecido a 72°C, seguido de resfriamento rápido. É um requisito obrigatório para o queijo fabricado na Nova Zelândia e ajuda a garantir um produto seguro. 

Deuxième - Formando a coalhada:

A bactéria é adicionada ao leite na cuba a 29°C para acidificá-lo. A cultura bacteriana introduz bactérias ‘boas’ , que desempenham um papel importante em todo o processo de fabricação. A temperatura cria condições ideais para o crescimento das bactérias, e o ambiente ácido ajuda a prevenir a contaminação.

O coalho é adicionado ao leite quando atinge um certo pH. Isso faz com que a proteína do leite se coagule e se separe do soro líquido.

Troisième - Corte da coalhada: Quando o leite coalhado está firme – ele mostra uma quebra limpa quando testado, ele é cortado em pequenos pedaços. Cortar a coalhada permite que mais soro escape e reduz o teor de umidade do queijo final. O Gouda é um queijo semi-duro, então a coalhada é cortada em pedaços pequenos em comparação com queijos mais macios, justamente com o objetivo de liberar mais umidade.

Quarto – Liberando o soro: Quando a coalhada está pequena o suficiente, os acessórios de corte são trocados por acessórios de agitação. Uma grande parte do soro é liberada da cuba, então a água quente é adicionada e a temperatura é aumentada enquanto se agita continuamente. Diluir o soro e aumentar a temperatura ajuda a liberar mais soro da coalhada.

Quinto – Moldagem: Quando a coalhada está firme o suficiente, eles são comprimidos para espremer mais soro e ajudá-los a se unir. A coalhada comprimida é marcada, cortada em blocos, colocada em moldes e prensada.

Sexto – Salga: Quando o queijo moldado atinge o pH necessário , que é quando ele se torna mais amarelo, ele é imerso em uma solução de salmoura. O sal é absorvido pelo queijo. Isso retarda o crescimento bacteriano, contribui para o sabor, ajuda a formar uma crosta natural e inibe a contaminação bacteriana.

Sétimo – Revestimento: Depois de remover os queijos da salmoura e deixá-los secar durante a noite, eles são revestidos com ‘cheese coat’ – uma substância de grau alimentício importada da Holanda. A função do revestimento é proteger o queijo da contaminação, enquanto ainda permite que a umidade evapore. Também melhora a aparência do queijo.

Oitavo – Amadurecimento: Os queijos revestidos são colocados em prateleiras em uma sala de maturação. A sala é mantida a uma temperatura constante de 16°C e 80% de umidade . Isso permite que os queijos amadureçam – desenvolvam seu sabor e textura característicos. Durante esse período, os queijos perdem umidade e são virados diariamente para ajudar a desenvolver uma textura consistente.

Nono – Embalagem: Quando o queijo atinge a maturidade exigida, é embalado a vácuo e colocado em armazenamento refrigerado a 4 °C. Isso retarda o processo de maturação para que o queijo mantenha seu sabor característico e também evite a contaminação.

o que é queijo gouda

como conservar o queijo gouda

O queijo Gouda deve ser mantido em geladeira o tempo todo. Fechado em sua embalagem original a vácuo, ele dura até 6 meses. Após aberto, ele durará até 4 semanas. 

Como comer queijo gouda

Esse queijo combina muito bem com pães (inclusive os integrais), bolachas e com mostarda. Dependendo da idade do queijo Gouda, pode ser combinado com cerveja, vinho ou uísque. 

Esse queijo costuma ser oferecido em tábuas de frios ou tábuas de queijo para ser harmonizado com vinhos, especialmente vinhos brancos Chardonnay. 

Outra forma que funciona muito bem, são em massas ou refogados de vegetais. Rale um pouco de queijo Gouda por cima da sua massa e deixe que o próprio calor da preparação derreta-o lentamente. O aroma leve de nozes e manteiga será o toque especial da sua massa. 

Em sanduíches, também é uma ótima opção. Pode ser servido frio ou em sanduíches quentes (derretido). Escolha a idade de maturação do queijo dependendo de quanto você deseja que ele se sobressaia da preparação. Queijos de maturação mais longa, terão sabor muito intenso sobressaindo outros ingredientes. 

o que é queijo gouda

Que bebidas combinam com o queijo gouda

Entrando em mais detalhes quanto as bebidas que combinam com esse queijo, podemos adicionar que ele combina bem com vinhos mais secos como Chardonnay, Pinot, Grigio e Beaujolais. 

Chardonay

Conhecido como o “vinho branco favorito do mundo”, pode ser encontrado com sabor de frutas cítricas, frutas tropicais e frutas de caroço (como pêra e pêssego, por exemplo). Um Chardonay clássico combina com a maioria das idades de maturação do gouda. Chardonnays com sabores mais ousados combinarão melhor com goudas mais envelhecidos. 

Pinot noir

Um gouda defumado combina muito bem com um vinho mais picante como Pinot Noir. Esse vinho vai muito bem também com as versões mais leves com sabores de nozes, pois não vai se sobrepor e harmoniza com delicadeza. Os sabores frutados do Pinot Noir jovem complementam o gouda, e seu baixo tanino e acidez ideal o tornam uma combinação espetacular. 

Grigio

Esse vinho jovem carrega grande variedade de sabores como melão, frutas cítricas e pêra. Em algumas variantes podemos sentir tons defumados e sabor de mel também. Por ser um vinho leve, um Pinot Grigio não sobrecarrega o sabor do gouda, oferecendo assim, harmonização leve e sofisticada. 

Beaujolais

Vinhos que combinam muito bem tanto com goudas mais jovens quanto com goudas envelhecidos, são os Beaujolais. São vinhos de corpo leve e que podem carregar diferentes notas de sabor, como morango e amoras, por exemplo. 

Cabernet Sauvignon

Você pode harmonizar Gouda envelhecido com Cabernet Sauvignon, se for um fã de sabores mais intensos. O alto teor de tanino desses vinhos resiste bem aos sabores mais fortes de um gouda mais maturado. Esses vinhos costumam ter notas frutadas, de frutas vermelhas ou até mesmo de couro ou tabaco. 

Queijos que substituem o queijo Gouda

O queijo Gouda não é a opção de queijo mais barata que você vai encontrar no supermercado. Dito isso, se fazem necessárias opções para substituí-lo. 

Felizmente, existem opções que podem substituir com qualidade tanto o sabor quanto a textura do queijo gouda em suas preparações. Sinta-se à vontade para substituir mantendo a mesma proporção. 

Queijo Gruyère

Assim com o gouda, o gruyère é um queijo que obtém sabor mais forte conforme sua idade. É um queijo que combina com a grande maioria das receitas porque seu sabor suave não encobre outros ingredientes. Tem textura e leveza parecidos com o gouda e está disponível na grande maioria dos mercados. Assim como o gouda, o gruyère harmoniza igualmente bem com vinhos brancos. 

Fromage cheddar

O queijo cheddar amarelo-laranja é uma ótima opção para substituir o gouda, seu sabor traz lembranças de nozes, da mesma forma. Assim como o gouda, o cheddar tem sabor intensificado relacionado a sua idade. Além disso, é um queijo com maior probabilidade de já existir na sua geladeira e que também pode ser mais facilmente encontrado nos supermercados. 

Monterrey Jack

Esse queijo não é comum em todos os mercados, mas é uma ótima substituição para o gouda, além de ter valor semelhante. Também combina bem com Pinot Noir e tem sabor delicioso em pães e bolachas. Apesar de mais amanteigado, tem sabor e textura bem parecidos com o gouda. 

Receitas que utilizam o queijo gouda

Sanduíche de Queijo Gouda

Essa é uma receita super rápida e deliciosa pra você preparar em, no máximo, 5 minutinhos. Você vai precisar de duas fatias de um bom pão de forma, queijo gouda (100g aproximadamente) e um pouquinho de manteiga (1 colher de sopa)

O segredo aqui é pincelar a manteiga na parte de fora do sanduíche para que ele doure bem na frigideira. É importante também que o fogo não esteja muito alto, dessa forma o queijo vai derreter ao mesmo tempo que o pão cria uma crosta deliciosa e crocante, devido à manteiga. 

Bolinhas empanadas de queijo gouda

Uma opção de petisco prático e delicioso são bolinhas empanadas de queijo gouda. Para prepará-las, você precisará ralar o queijo bem fininho e formar bolinhas, usando as mãos mesmo. Depois empane passando primeiro na farinha de trigo, depois no ovo e finalize passando em flocos finos de milho. 

É importante que as bolinhas sejam fritas em fogo médio e por pouco tempo, para não desmancharem. Caso utilize fogo muito alto, ela pode ficar muito dourada e fria por dentro. 

Smash Burguer com queijo gouda

A técnica smash consiste em colocar o blend de carnes que será utilizado no hambúrguer, diretamente na chapa em formato redondo (como se fosse uma grande almôndega) e depois pressionar essa bola de carne até que vire um hambúrguer. Essa técnica vem se tornando muito presente nas hamburguerias porque promete reter a umidade da carne, entregando assim um hambúrguer mais suculento. 

Essa receita de Smash Burguer é preparada com um delicioso pão na chapa com crosta de queijo gouda, além de uma camada extra de queijo gouda derretido por cima da carne. É simplesmente delicioso e você pode reproduzir facilmente na sua casa. 

Questions courantes

O que é queijo tipo gouda?

O queijo tipo gouda é um queijo fabricado de forma parecida com a original holandesa e que se assemelha em muitos pontos com o sabor da versão original. Porém, é importante destacar que não é a mesma coisa que o queijo importado da cidade de Gouda.

O que comer com queijo gouda? 

Queijo gouda combina muito bem com pães e bolachas. É um ótima opção para harmonizar com vinhos, sendo presente nas mais completas tábuas de frios. Funciona muito bem com hambúrgueres e risotos por ser leve, suave e não se sobrepor aos demais ingredientes. 

Quais os tipos de queijo gouda? 

O queijo gouda é segmentado em 6 tipos, seguindo sua idade, ou seja, seu tempo de maturação. Segue abaixo os tipos de queijo segundo seu sabor e idade:

  • Young ou New Gouda : com 4 semanas de idade
  • Gouda amadurecido jovem : 8 a 10 semanas
  • Gouda amadurecido : 16 a 18 semanas
  • Gouda extra – maturado : 7 a 8 meses
  • Gouda velho ou totalmente amadurecido : 10 a 12 meses
  • Gouda Muito Velho ou Muito Envelhecido : mais de 12 meses

Pode comer a parte rosa do gouda?

Não. Esse revestimento colorido por fora do queijo gouda é, na verdade, feito de cera e parafina, além de corantes. Deve ser retirado antes do consumo.

derniers mots

Aqui esperamos ter dissecado cada detalhe pertinente a esse saboroso e clássico queijo holandês. Como poderá se notar, após a leitura desse artigo, esse é um queijo cheio de história e merece ser apreciado por nós, amantes da Gastronomia. 

Compartilhe esse artigo com outros fãs de queijo e conte para nós que receita você se sentiu inspirado a preparar após aprender sobre essa iguaria. 

Obrigado por ler até aqui e até a próxima.

Laisser un commentaire

Votre adresse e-mail ne sera pas publiée.

fr_FR